55 3352-4009
55 98414-1227
contato@biolabor.net.br

ESTUDO METABÓLICO - LITÍASE URINÁRIA

Os cálculos urinários são formados por diversos tipos de cristais, caracterizados em alguns grupos: oxalatos, fosfatos, ácido úrico, uratos, cálculos formados por cistina e xantina. A freqüência com que cada tipo de cristal aparece na formação do cálculo é variável com a população estudada e também reflete outros fatores associados à doença calculosa renal. Porém, a maioria dos estudos indica que os cristais de oxalato de cálcio e fosfato de cálcio compõem 80-90% dos cálculos avaliados. A evolução da doença calculosa renal caracteriza-se por longos períodos sem a formação ou a eliminação de cálculos. Este fato dificulta o estudo da doença, principalmente no que se refere aos fatores físico-químicos da litogênese. A identificação das substâncias presentes na constituição do cálculo renal é de grande importância para a orientação da conduta médica a ser seguida, seja no início de tratamento ou na implementação de uma dieta para a prevenção de recorrências.
Código: LITO
Material: soro + urina 24 h
Sinônimo:
Volume: 30,0 mL/ 1,0 mL
Método:
Volume Labex: 30,0 mL/ 1,0 mL
Rotina: Diária
Resultado: 24h
Temperatura: Sob refrigeração
Coleta: Coletar urina de 24 h, enviar uma aliquota com a informação do volume urinário e coletar soro em jejum.
Cod SUS:
CBHPM: 4.07.12.26-5
Revisado: N
Esotérico: N

Mais exames

Mais exames