55 3352-4009
55 98414-1227
contato@biolabor.net.br

MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS - Detecção por PCR

Uso: diagnóstico de infecções por Mycobacterium tuberculosis. A pesquisa direta de bacilos álcool ácido resistentes em escarro, pela coloração de Ziehl-Neelsen, é positiva em torno de 50-80%. Esta baixa sensibilidade não elimina a possibilidade de existir uma infecção por Mycobacterium. A pesquisa por métodos moleculares dá uma maior segurança nos resultados, aumentando a sensibilidade (95 -100%) e a especificidade, além de um resultado mais rápido. Interpretação: a PCR para Mycobacterium tuberculosis possui uma sensibilidade maior do que a baciloscopia direta, fornecendo o resultado em um tempo muito menor do que a cultura de micobactérias. Além disso, em algumas situações e em alguns materiais, o isolamento da micobactéria é extremamente difícil, de forma que a PCR se apresenta como uma opção de teste com boa sensibilidade, como é o caso do LCR.
Código: MTPCR
Material: diversos
Sinônimo: M. tuberculosis
Volume: 5,0 mL de sangue com EDTA, 20,0 mL de urina, 2 a 5
Método:
Volume Labex: 5,0 mL de sangue com EDTA, 20,0 mL de urina, 2 a 5 mL de escarro, lavado ou secreção traqueal
Rotina: Diária
Resultado: 5 dias
Temperatura: Sob refrigeração 4oC
Coleta: Coletar 5,0 mL de sangue com EDTA. Coletar 20,0 mL de urina. Coletar 2 a 5 mL de escarro, lavado bronquico, alveolar ,lavado traqueal ou LCR em frascos estéreis.
Cod SUS:
CBHPM: 4.03.14.17-0
Revisado: N
Esotérico: N

Mais exames

Mais exames